A terra preta é uma terra bastante fértil, encontrada especialmente na Amazônia, em consequência a restos orgânicos depositados por grupos pré-históricos, como fezes, urina, conchas, ossos…

A terra preta, é rica em húmus. Este solo, conhecido por solo humífero, possui por volta de 10% de húmus e é muito fértil. O húmus auxilia a reter água no solo, torna-se poroso e com ótima aeração e, por meio do procedimento de decomposição dos organismos, produz os sais minerais importantes às plantas.

Os solos mais adequados para a agricultura contem uma adequada parte de areia, argila e sais minerais usados pelas ervas, além do húmus. Essa composição favorece a penetração da água e do ar usado pelos micro-organismos. São solos que retêm água sem ficar bastante encharcados e que não são muito ácidos

Para ter uma terra de cultivo de qualidade, é primordial que haja uma condução eficiente de todos os recursos. Sendo feita constantemente ao ser realizado em uma arrecadação frutífera, orgânico ou florífera. O solo do jardim exige adubo e fertilização feitos da maneira correta, para torna-se o mais bem apto possível em uma futura intervenção.

As modificações orgânicas feitas na terra, tais como, a aplicação do composto de adubo nas raízes, possibilita inúmeros benefícios: permitindo o rejuvenescimento de um solo pobre, drenagem do exagero de água, umidade das raízes e também a acumulação de nutrientes. Antes das plantações de primavera, certifique-se de que é preciso enriquecer o solo do seu jardim ou campo que seja, para que elas cresçam de maneira madura e vigoroso. Levando em consideração de que o setor no qual estão existentes árvores e arbustos não há necessidade de alteração, apenas em caso de solo árido ou de argila pesada.